Pular para o conteúdo
Saúde Consultas | Revista Saúde, Bem-estar e Nutrição

Perguntas do estudo clínico se as gorduras saturadas são insalubres

Última atualização: 16 Setembro de, 2017
Por:
Perguntas do estudo clínico se as gorduras saturadas são insalubres

Um estudo clínico foi analisado que efeito teve o consumo de gorduras saturadas em frente à ingestão de hidratos de carbono no desenvolvimento de doenças cardiovasculares e se houve algum efeito diferencial sobre a acumulação de gordura periférica.

Sabe-Se que diferentes tipos de dietas podem afetar a acumulação de gordura nas áreas periféricas do corpo e resultar no desenvolvimento da síndrome metabólica. Os pesquisadores levantaram a hipótese de que o consumo de alimentos de fontes de energia, principalmente de gorduras ou carboidratos nas dietas que contêm os mesmos tipos de alimentos, afetaria de forma diferencial a capacidade de reverter a síndrome metabólica e a acumulação de gordura periférica.

O estudo

Desenvolveu-Se então um estudo clínico no qual selecionaram-se aleatoriamente 46 homens de idades compreendidas entre os 30 e o 50 anos, com um índice de massa corporal (IMC) superior ao 29 e circunferência da cintura de mais de 98 cm para consumir uma gordura muito alta e baixa em hidratos de carbono (VHFLC – onde o 73% a energia consistia em gordura e 10% hidrato de carbono) ou uma dieta baixa em gordura e alta em hidratos de carbono (LFHC – Onde 30% a energia consistia em gordura e 53% hidrato de carbono) durante 12 semanas.

Estas dietas eram iguais em energia, consistentes em 8750 KJ (kJ) por dia e consistiam em 17% proteína, um perfil semelhante de alimentos de baixo teor glicêmico e baixo processamento (incluindo elevadas quantidades de legumes e arroz como alternativa à farinha baseados em gorduras, principalmente óleos de prensagem a frio, creme de leite e manteiga). Por conseguinte, o alimento em ambas as dietas era semelhante, mas apenas variado ligeiramente em quantidade.

Resultados

A ingestão de gordura total e saturada e carboidratos em grupos VHFLC e LFHC informou os seguintes achados:

  • Em ambas as dietas houve uma diminuição na massa de gordura periférica entre 1350 e 1650 cm3, massa de gordura abdominal subcutânea central de entre 1650 Para 1850 cm3, circunferência da cintura 11 Para 13 cm e peso corporal total 11 Para 12 kg. Isso ocorreu apesar de a dieta VHFLC consistente em mais alimentos.
  • Os níveis de colesterol e triglicerídeos de ambos os grupos reduziram -, mas mostraram diferentes respostas no colesterol de lipoproteínas de alta densidade (HDL – “Bom”), onde aumentou no grupo VHFLC e na total e lipoproteína de baixa densidade (LDL) Colesterol que foram reduzidos no grupo LFHC.
  • Houve reduções semelhantes em ambos os grupos com relação à hemoglobina glicosilada, o peptídeo C de insulina e os níveis de insulina.
  • Houve melhorias muito importantes para os marcadores metabólicos no fluxo sanguíneo no grupo VHFLC que foram observados depois de 8 semanas, e houve melhorias agudas e graduais no grupo LFHC.

Em resumo, o consumo de gordura total e saturada não aumentou o risco de desenvolver doenças cardiovasculares, já que os participantes no VHFLC tiveram melhoras substanciais em importantes fatores de risco cardio-metabólicas como o armazenamento de gordura periférica e central, níveis de colesterol, pressão arterial, glicose e os níveis de insulina.

O significado clínico

A ingestão de gorduras saturadas na dieta pensou-se durante muito tempo como a causa de doenças cardiovasculares, ao elevar os níveis de colesterol LDL (“Garoto mau”) no sangue. Os pesquisadores do estudo mostraram que não houve um aumento significativo no colesterol LDL ao consumir um maior teor de gordura. Por outro lado, o que se descobriu foi que os níveis de colesterol HDL (“Bom”) aumentaram na dieta VHFLC.

Os pesquisadores afirmaram, no entanto, que os futuros estudos serão necessários para verificar que indivíduos teriam que limitar o seu produto de gorduras saturadas.

Gorduras dietéticas saudáveis e prejudiciais

As gorduras saudáveis são essenciais para o corpo humano, já que ajudam a formar vitaminas lipossolúveis e lhe fornecem os ácidos gordos essenciais que são necessários para desenvolver e manter a saúde cardiovascular e neurológica.

É importante saber que gorduras são saudáveis e que gorduras são prejudiciais para a saúde, para consumir os alimentos certos. Dado que as gorduras são altas calorias, tomar una cantidad excesiva dará lugar a aumento de peso si es grasa saludable o no. Por conseguinte, é sempre aconselhável praticar a moderação ao consumir essas fontes de energia.

Gorduras trans

Este é um tipo de gordura encontrada em pequenas quantidades em alguns alimentos. O problema com a gordura trans é que se faz a partir de óleos, através de um procedimento de processamento de alimentos chamado hidrogenação parcial, o que eleva o LDL, e diminui o colesterol HDL. Isso pode aumentar o seu risco de desenvolver doenças cardiovasculares.

Gordura dietética mais saudável

Ácidos graxos monoinsaturados

Trata-Se de uma gordura encontrada em muitos alimentos e óleos e estudos mostram que comer alimentos ricos nestes ácidos graxos diminui o risco de doença cardíaca. Estes ácidos graxos podem ser úteis em pacientes com tipo de diabetes 2, já que ajudam a reduzir a glicose e controlar os níveis de insulina.

Ácidos gordos polinsaturados

Estes ácidos gordos, que são encontradas principalmente em alimentos e óleos vegetais, como o azeite de oliva, reduzem os níveis de colesterol no sangue e reduzem o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Ácidos graxos ômega-3

O ômega-3 é encontrado em alguns tipos de peixes gordos, como o atum, salmão, cavala, Truta, o arenque e a sardinha, que parecem diminuir o risco de desenvolver doença coronariana.

O “centro”

Gordura saturada

A gordura saturada vem principalmente de fontes animais, como aves de capoeira, a carne vermelha e produtos lácteos de gordura total. Esta gordura se pensava anteriormente para elevar os níveis de colesterol LDL, mas o problema com esta descoberta foi a qualidade da gordura saturada.

Os níveis de LDL aumentaram quando se consumiu gordura saturada a partir de animais que foram alimentados comercialmente e os níveis de HDL aumentaram quando se consumia a gordura saturada de animais orgânicos ou de pasto livre (alimentados com erva).

Recomendações para a ingestão de gorduras

  • Evite as gorduras trans, Por conseguinte, examine os rótulos dos alimentos e verifique a quantidade de gorduras trans na lista. Os alimentos que contêm menos de 0,5 gramas de gordura trans podem ser marcados como 0 gramas por lei, Por conseguinte, verificar se há ingredientes que são chamados “parcialmente hidrogenados”.
  • Use óleos líquidos em vez de gorduras sólidas ao cozinhar.
  • Consuma pelo menos duas porções de peixe gordo por semana, com o fim de obter uma quantidade adequada de ácidos gordos omega-3 saudáveis em seu corpo. Limite os tamanhos a 120-180 gramas de frutos do mar cozidos por porção e assados ou cozinhe os frutos do mar em vez de fritar.
  • Se você vai consumir carne e aves de capoeira escolha carne magra e aves sem pele. Além disso, deshágase de cualquier exceso de grasa recortando y eliminando cualquier restos de piel de las aves de corral.
  • Escolha o seu lanche com sabedoria, se contêm gorduras, verifique o conteúdo de gorduras saturadas no produto. Melhor ainda, escolha frutas e legumes inteiros para lanchar.