Pular para o conteúdo
Consultas de Saúde | Revista Saúde, Bem-estar e Nutrição

A diabetes aumenta o risco de morrer por câncer, ataques cardíacos ou acidentes vasculares cerebrais

A probabilidade de câncer em diabéticos aumenta porque ambas as doenças têm alguns fatores de risco comuns, como a velhice, obesidade e falta de atividade física.

A diabetes aumenta o risco de morrer por câncer, ataques cardíacos ou acidentes vasculares cerebrais
A diabetes aumenta o risco de morrer por câncer, ataques cardíacos ou acidentes vasculares cerebrais

Os ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais são causados por níveis elevados de glicose no sangue

A diabetes é uma doença endócrina. Ocorre quando a quantidade de insulina produzida pelo pâncreas não é suficiente para atender as necessidades do corpo, ou quando o corpo não consegue utilizar a insulina produzida pelo pâncreas adequadamente. O que sempre a causa, o resultado final é que há um maior nível de glicose no sangue, enquanto que as células do corpo não obtêm a energia que necessitam de. Quase todas as complicações da diabetes, inclusive dos ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais, são causadas por altos níveis de glicose no sangue. Estas complicações podem ser graves o suficiente para ser fatais.

Os nervos e os vasos sanguíneos estão danificados durante um período de tempo, os altos níveis de glicose. O alto nível de glicose provoca um aumento dos depósitos de placa, um acúmulo de material gorduroso, na luz dos vasos sanguíneos. Isso pode levar à obstrução e a rigidez dos vasos sanguíneos, um processo conhecido como “aterosclerose”. Nos diabéticos, os músculos de seu coração tem que trabalhar extra para queimar o excesso de gordura. Mas o fluxo de sangue para os músculos se vê impedido devido às placas aterosclerótica nas artérias coronárias, os principais vasos sanguíneos do coração. Isso aumenta as chances de ataque cardíaco súbito e insuficiência cardíaca. As pessoas com diabetes são duas vezes mais propensas a desenvolver um ataque cardíaco e isso também em uma idade mais precoce. A maioria dos acidentes vasculares cerebrais também são causados pela deterioração do fornecimento de sangue para as células do cérebro devido a estas placas aterosclerótica. Em seguida, vemos que os ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais são causados pelos altos níveis de glicose no sangue.

A diabetes também tem sido associada com o câncer

Segundo a Associação de Diabetes e a Sociedade do Câncer, agora a diabetes também tem sido associada com o câncer. Os estudos têm encontrado que um diabético, as chances de desenvolver câncer aumentam em um 25%. No entanto, isto é aplicável apenas para as pessoas cujos níveis de glicemia são mal controlados. O maior risco de desenvolver câncer de fígado, pâncreas e do endométrio, embora a diabetes também foi associado com Câncer colorretal, Mama, de bexiga e de pulmão.

O risco de câncer de áreas genitais quase dobra em mulheres que sofrem de diabetes tipo II, que se caracteriza por hippreinsulinemia. A probabilidade de câncer em diabéticos aumenta porque ambas as doenças têm alguns fatores de risco comuns, como a velhice, obesidade e falta de atividade física.

O câncer pode ser o resultado de uma exposição contínua e alta das células do corpo a níveis elevados de insulina e glicose no sangue; e a inflamação que está em diabetes. Por conseguinte, é necessário que todos os diabéticos monitorem seus níveis de açúcar no sangue em intervalos regulares e para manter seu diabetes sob controle. É essencial manter-se fisicamente ativo e se livrar do peso extra fazendo exercício regularmente. Deve ser recomendada para mulheres diabéticas que se submetam a exames de detecção de vários tipos de câncer antes e com maior frequência do que a população em geral.

Dr. Manuel Silva terminou sua especialização em neurocirurgia em Portugal. Interessa-Se pela experiência da cc, o tratamento dos tumores cerebrais, e radiologia intervencionista. Adquiriu experiência operacional significativa que se faz sob a supervisão e orientação dos moradores da terceira idade.